Notícias


Sábado, 29 de Agosto de 2015.

Carros elétricos terão buzina direcional para cada pedestre

O risco do silêncio

Existem tecnologias para abafar o ruído dos carros e da estrada em áreas urbanas, mas os veículos híbridos e elétricos trouxeram preocupações inversas.

Agora está sendo necessário desenvolver técnicas para gerar um ruído artificial nos carros elétricos para segurança dos pedestres, que podem ser pegos de surpresa por um veículo aproximando-se em silêncio quase total.

Engenheiros europeus demonstraram agora que já existem tecnologias que permitem chegar a um meio-termo: nem o excesso de barulho atual, e nem o "silêncio ameaçador" dos carros elétricos.

Buzina direcional

A solução está em uma espécie de buzina direcional: o sistema de prevenção de acidentes identifica as pessoas à frente que possam assumir uma trajetória de risco e emite um som diretamente a elas - e somente a elas.

"O som é otimizado para ser claramente audível para os indivíduos visados, mas quase imperceptível para os outros usuários da via. Nós apenas alertamos as pessoas em perigo," disse Juan García, coordenador do projeto eVader (Electric Vehicle Alert for Detection and Emergency Response).

Carros elétricos terão buzina direcional para cada pedestre
Protótipo do veículo que realizou a demonstração da tecnologia.

O volume ótimo do som é determinado caso a caso, de acordo com o risco representado ao pedestre, com a velocidade do veículo e com o ruído ambiente, de forma a evitar acidentes sem gerar uma nova fonte de poluição sonora.

"Você não pode ter carros elétricos que são muito silenciosos e então colocar alto-falantes neles para fazer um bocado de barulho," explica García. "Nós decidimos que a solução seria um sistema direcional, que é basicamente uma fonte acústica que irradia som preferencialmente na direção que você quer que o som viaje."

Som direcional

O som direcional é produzido por um conjunto de seis alto-falantes instalados na frente do carro.

As ondas sonoras são emitidas de modo coordenado pelos diversos alto-falantes, de forma a seguir uma direção específica, reforçando-se naquela direção e anulando-se nas demais.

A tecnologia de som direcional já tem vários usos. Já existem, por exemplo, sistemas complexos de projeção de som e até uma espécie de laser de som.
Fonte: Portal da Inovação Tecnológica


Mais Notícias


Próximo >
 

19/12/2015 Falha mecânica causou acidente com avião da AirAsia na Indonésia
19/12/2015 Aço sem retorno elástico promete carros mais leves
18/12/2015 Engenharia mecânica é a mais versátil das engenharias
17/12/2015 Estudo da Poli pode aumentar eficiência e reduzir desgaste de motores flex
30/11/2015 RevoMaker: eletroeletrônicos direto da impressora 3D
30/11/2015 Revestimento torna aço à prova de sujeira e de corrosão
30/11/2015 Estas botas malucas fariam você se cansar menos ao caminhar
19/10/2015 Mágica? Máquina mantém bolas quicando às custas da pura física mecânica
20/10/2015 Pneus que se autoconsertam estão a caminho
19/10/2015 Tinta aquece água a 68ºC com energia solar